Cora e os balões

Postado em 28 de junho de 2016

Cora, joga uma alegria no rosto, uma alegria azul, você que me disse, com chá de alecrim e sopa nas mãos, que a explicação do seu nome é aquela tão bonita. Ainda não é tempo de batom, e talvez nunca seja, você já tem o feminino da cor no nome, não é isso, Cora, aquela explicação bonita? Vale todos os anos celebrar com muitos balões, você e eu somos amigas deles, tudo o que você entende e tudo o que não entende, assim como eu. Sua mãe, que tem o olho mágico, seu pai, cheio de escuta boa, e que são por ti cuidados, que é a missão canceriana máxima, todos os anos vão insistir nos balões, é um segredo geracional, Cora, coisa de quem sabe fazer voar, sinta isso com seu coração de árvore, bonito, e dance com ele, um passo novo a cada batida, sem nunca repetir. Pode não ter passo também. Você pode mudar muitas coisas com seus oito anos de idade, neles você voa. E é por isso que amamos os balões.

Compartilhe: